28/11/2011

Drive (2011)



Já começa o filme dentro do carro, um roubo, perseguição é a escapada perfeita do herói, que logo vai pra casa, nesse momento a cena ganha uma das marcas fortes desse filme que é trilha sonora. Quem gosta já fica preso ao filme naquele momento.


O filme tem história simples, mas contada de forma hipnotizadora... Seja pelo uso da não linearidade e slow motions em cenas de ação que não são maioria no filme, da escolha perfeita da trilha sonora, e não ser um filme o tempo todo de ação e correria como sugere o título.
O que poderia ser uma falha acabou combinando com a história, como o fato do personagem principal não ter nome, é um sujeito em busca de si... Mas que num momento vai explodir... Ryan Gosling interpreta de forma bem minimalista na maior parte do tempo, mas no momento que é pedido algo mais ele não decepciona.

Voltando as cenas, que cena fantástica a do elevador, como é bom ser surpreendido. E o final, quando ele observa o bar, a adrenalina foi a mil numa cena simples... Isso é a prova que um bom diretor faz diferença... Filmar é uma arte como esculpir...

Sangue, carros, dinheiro e um herói enjaquetado podem parecer que não tem nada de novo, mas com certeza a surpresa será grande quando você terminar de assistir a este filme. É melhor do que aparenta.

4 comentários:

Daniel disse...

me deixou mais a fim de assistir, ainda conta com a participação de Bryan Cranston, que eu admiro muito.

Caio disse...

Pois é, todo mundo falando bem e nada dele estrear onde eu moro =/

Alan disse...

Daniel. A intenção é essa. Eu sei que não é um grande texto, mas se servir para aumentar a vontade de ver o filme de quem está lendo cumpriu seu objetivo.

Caio. Não estreou aqui no Rio de Janeiro que eu saiba, pelos menos nos Kinoplex da vida, não, acho que só em festivais...

Martha Angelo disse...

Eu também ainda não assisti a este filme, mas este trecho do seu texto
"O filme tem história simples, mas contada de forma hipnotizadora... " despertou o meu interesse por ele, é o tipo do lance que me fisga, a criatividade em contar uma história simples.Vou assistir.